BOLAS DE BERLIM

Nível de dificuldade

básicoZINHO

Tempo de preparação

umas três horinhas

Custo

barato

É Verão.
Estamos em pleno Agosto.
Só nos apetece estar na praia a fazer aquela sandes de ir à água e voltar à toalha vezes sem conta num mesmo dia.
No meio destas sandes de água salgada, areia e sol, gosto muito de uma bola de Berlim.
A bola de Berlim é uma versão portuguesa da Berliner alemã, recheada com um creme amarelo, de ovos, mas hoje em dia há muita variedade de recheios e uma pessoa já tem mais dificuldade em escolher quando na praia se abre a caixa branca.
Devo confessar aqui que gosto de bola de Berlim em qualquer altura, porque é um clássico e porque, lá está, no Inverno ou assim quando é Verão e não estou na praia, a bola de Berlim me transporta imediatamente para a praia. Para o areal, para a areia que se confunde com o açúcar, para a cantilena dos vendedores, que é cada vez mais sofisticada, para o bem que aquilo me sabe.

Porém, como é um bolo de praia ou pastelaria, é de achar que bola de Berlim é impossível de fazer em casa. Mas não é. Não é mesmo!
Só é preciso ter paciência e um bom fermento de padeiro, fresco!

Por isso cá vai, um teste à vossa paciência e ao vosso verdadeiro amor pelas bolas de Berlim!

Ingredientes

500 gr de farinha tipo 65
100 gr de açúcar
100 gr de manteiga
6 ovos inteiros
25 gr de fermento de padeiro
50 ml de água morna (uma chávena de café)
1 pitada de sal
Farinha para moldar a massa

Óleo para fritar (aproximadamente 1lt)
Açúcar para polvilhar as bolas

Modo de preparação

1. Numa tigela grande ou num alguidar, dissolva o fermento de padeiro e a manteiga na água morna, mexendo com a ajuda de uma vara de arames.

2. Bata os ovos grosseiramente numa outra tigela e adicione à mistura da água, envolvendo com a vara de arames.

3. Adicione o açúcar e envolva bem, ainda com a vara de arames. 

4. Adicione a farinha e amasse bem com as suas mãos até criar uma massa homogénea, com uma consistência fofa e pegajosa. 

5. Polvilhe uma outra tigela com farinha e transfira a massa para esse tigela, faça-lhe uma cruz com a mão e cubra-a com um pano e deixe a descansar até que duplique o volume, que é mais ou menos meia hora a quarenta e cinco minutos. 

6. Polvilhe muito bem uma superfície com farinha e, quando a massa tiver então duplicado o seu tamanho, faça bolinhas e disponha-as no pano. Deverá fazer cerca de 12 bolas. Cubra-as com um pano húmido por cerca de meia hora até que elas inchem, também, sozinhas, para conquistarem o seu volume.

7. Aqueça o óleo sem o deixar queimar ou atingir uma temperatura demasiado alta e frite as bolas de um lado, depois do outro.

8. Escorra-as em papel absorvente e deixe-as arrefecer. Corte-as com uma tesoura e recheie com o creme que preferir. 

 

NOTA
1. A massa é mesmo pegajosa e não deve ficar consistente; Pode achar que a quantidade de farinha é pouca, por causa desta consistência da massa, mas não se preocupe, porque o que nós queremos são bolas fofinhas, e só depois de levedar é que a massa se revela; Parece uma massa muito precária, mas esse é o seu segredo!

2. Faça os cremes que preferir, porque a bola de Berlim é bastante versátil; Deixo aqui duas sugestões!


DOCE DE OVOS

Ingredientes

3 gemas de ovo
150gr de açúcar
2 colheres sopa farinha Maizena
1/2 vagem de baunilha (opcional)
1 casca de limão (opcional)
1/2 lt leite

Preparação

  1. Derreta a farinha Maizena no leite ainda frio, mexendo bem com uma vara de arames e reserve;
  2. Leve ao lume o restante leite com a casa de limão e a baunilha e deixe levantar fervura; coe o leite e leve-o novamente ao lume com o açúcar, até este estar derretido, mexendo sempre sem deixar ferver;
  3. Mexa as três gemas de ovo e acrescente-as ao leite, mexendo sempre, e por fim acrescente a farinha Maizena que dissolveu no primeiro ponto desta receita;
  4. Mexa até engrossar e obter a espessura que mais lhe agrada. 

 

BRIGADEIRO

Ingredientes

1 lata de leite condensado
2 colheres de sopa de manteiga
3 colheres de sopa de chocolate em pó

Preparação

  1. Numa panela, amoleça a manteiga e acrescente-lhe o leite condensado, envolvendo bem; 
  2. Acrescente o chocolate em pó, uma colher de cada vez, envolvendo sempre muito bem;
  3. Quando este recheio começar a despegar-se do fundo do tacho, é porque está pronto! 

 

Imagem ©Carlos Pinto Photography

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *